Notícias dos Sindicatos

09/05/2017
Movimentações políticas do Sindiágua-RS
por: Sindiágua-RS

 O SINDIÁGUA esteve na manhã da terça-feira, dia 09de maio, em vários gabinetes na Assembleia Legislativa, conversando com deputados sobre as propostas apresentadas por Sartori e que estão para ir a votação a qualquer momento, assim que a base do governo junte os pedaços. Ou, pelo menos, tente juntar. Duas pautas, dentre tantas, que ameaçam o Rio Grande e o trabalhador, são a tentativa de retirar a necessidade de plebiscito para privatizações, bem como a que tenta acabar com os sindicatos, a PEC 256. A pressão popular vem dando resultados, tanto em Brasília quanto em Porto Alegre.

Sindicatos

A necessidade deste tipo de governo de direita acabar com os sindicatos é a própria razão da existência deles, tudo para os mais ricos e o pobre, o trabalhador, como escravo. É poder fazer o que quiserem sem contestação, sem o poder de fiscalização dos sindicatos.

O acordado se sobrepor ao legislado é um complemento da tentativa de exterminar sindicatos. Sem sindicato, o trabalhador vai negociar isoladamente com o patrão. O patrão faz a oferta que bem entender, de redução de salário, de férias só se for parcelada, de 12 horas de trabalho por dia, de trabalho intermitente (onde tu só trabalha os dias que o patrão determinar e recebe apenas estes dias), onde a tua contribuição para a previdência praticamente acaba, impedindo a aposentadoria e você está ali sozinho com o patrão, você vai dizer o quê? Vai dizer que não aceita? Você vai lutar como? Vai fazer greve sozinho? Paralisação sozinho? Com as facilidades para demitir, já embutidas na Deforma Trabalhista, o chefe te manda embora e já terá mais duzentos na fila para pegar o seu lugar. Então Preocupados com isto, fomos conversar com deputados e pedir que este tipo de proposta não seja aprovada. Várias outras reuniões já estão marcadas e também iremos aumentar o poder de fogo, conversando com outras entidades sindicais e centrais de trabalhadores.

 Ministério Público de Contas

 O SINDIÁGUA entregou no dia 09/05 no MPC, documentação solicitada por aquele órgão sobre a tentativa da Corsan de fazer PPP (entrega graciosa do dinheiro público) no sistema de esgoto da Região Metropolitana de Porto Alegre. Documento de 20 páginas mostra as incongruências da proposta da Corsan. Melhor dizendo, proposta da Aegea-Equipav, envolvida em várias denúncias de corrupção pelo Brasil a fora. É por isso que Este tipo de governo não quer sindicatos. Eles podendo entregar o dinheiro público de mão beijada para os amigos privados e vem um Sindicato se meter, podendo estragar tudo. Sem falar nas sindicâncias que começam a pegar alguns chefes. Onde já se viu um Sindicato ter esta petulância, de denunciar roubalheira de cargos de chefia? Por isso que tem que terminar com os sindicatos.

(21) 2223-0822
Rua Visconde de Inahúma, 134, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro / RJ - Cep: 20091-901
(11) 5574-7511
Rua Machado de Assis, 150, bairro Mariana - SP/SP - Cep: 04106-000