Notícias dos Sindicatos

03/06/2016
Trabalhadores da SANEPAR base do SINDAEL estão em greve
por: SINDAEL

Os (as) trabalhadores(as) da SANEPAR entraram no seu terceiro dia de greve na base territorial do SINDAEL. No dia 02/06, foram conquistadas mais adesões ao movimento, que tem como principal objetivo pressionar a empresa a apresentar uma proposta que contemple aumento real nos salários e valorização daqueles que têm remuneração mais baixa.

A diretoria do Sindicato esclarece que a greve é um direito previsto no artigo 9º da Constituição Federal. Veja:

Art. 9º – É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender.

  • 1º A lei definirá os serviços ou atividades essenciais e disporá sobre o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.
  • 2º Os abusos cometidos sujeitam os responsáveis às penas da lei.

A greve também está prevista na Lei 7.783, também conhecida como Lei de Greve.

No artigo 2º desta Lei esclarece muito bem em qual tipo de situação podem ser paralisados os trabalhos: “Para os fins desta Lei, considera-se legítimo exercício do direito de greve a suspensão coletiva, temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação pessoal de serviços a empregador.”

Já no artigo 3º estabelece que este direito poderá ser exercido quando “for frustrada a negociação” ou impossibilitada a busca de solução do conflito com a empresa através da Justiça.

Neste caso, o SINDAEL, juntamente com o SINDAEN e o STAEMCP, comunicaram à Sanepar a rejeição da proposta de acordo apresentada e deram prazo de 72 horas para um posicionamento da empresa a respeito desta decisão. Como não foi apresentado nada de novo, só nos restou deflagrar a greve para pressionar o fim desse impasse.

 

(21) 2223-0822
Rua Visconde de Inahúma, 134, 7º andar, Centro, Rio de Janeiro / RJ - Cep: 20091-901
(11) 5574-7511
Rua Machado de Assis, 150, bairro Mariana - SP/SP - Cep: 04106-000